Polícia cumpre oito mandados em Goiatuba

Policiais civis da Delegacia de Goiatuba cumpriram oito mandados de condução coercitiva, nessa quinta-feira (09), durante a Operação Dolos que investiga crimes de peculato desde o final do ano passado.

Ontem (08), o ex-prefeito de Goiatuba, Fernando Carlos de Vasconcelos, de 47 anos, a advogada Renata Nascimento Araújo Pinto, 27, e o contador Gilberto Francisco Silva de 45 anos foram presos. O Poder Judiciário do município expediu os mandados temporários de cinco dias de prisão que podem ser prorrogados por mais cinco.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Fernando Vasconcelos é suspeito de desviar aproximadamente R$ 4,2 milhões do Instituto de Previdência dos Servidores do Município (Goiatubaprev) para os cofres da prefeitura. Ele foi afastado em abril de 2016 e foi substituído pelo vice-prefeito Elionai Freitas Magalhães.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: Delegado e agente imobilizam homem em clube de tênis, em Goiatuba• FGF realiza Conselho Técnico e define formato e datas da Divisão de Acesso• Zika dispara em Goiás e casos em 2022 já são 66% de todo o ano passado

Segundo a Polícia Civil, o esquema criminoso consistia em simular ações trabalhistas contra a Prefeitura de Goiatuba. Nelas constavam atas falsas da Justiça do Trabalho que eram protocoladas pelo contador Gilberto Silva. Dessa forma, ele justificava a saída do dinheiro público. Os pagamentos eram autorizados pelo então prefeito, Fernando, que assinava os cheques com as quantia descritas nas atas.

Tags: