Polícia investiga sargento da PM que ameaçou soldado por ser gay no DF

O sargento já havia sido condenado em setembro de 2021. Na ocasião, ele teve de pagar R$ 5 mil de indenização a vítima

Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil do Distrito Federal (PC) nessa segunda-feira (10/1), para investigar a suspeita de crime de homofobia cometido pelo sargento da Polícia Militar do DF, Astrogilson Alvas de Freitas contra o soldado da PM Henrique Harrison da Costa. As ofensas ocorreram no inicio de 2020, após a vítima publicar uma foto beijando o namorado, durante sua formatura na corporação.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O caso está sendo analisado pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa, ou por Orientação Sexual, ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin) à pedido do Ministério Público do DF (MP). O Tribunal de Justiça do DF (TJDF) já havia condenado Astrogilson, em setembro de 2021, a pagar R$ 5 mil de indenização a Henrique.

Tags: