Polícia prende dois homens por estupro a menor

A Polícia Civil prendeu dois homens acusados de abusarem sexualmente de uma menina de 12 anos, em Caldas Novas. O personal trainer W. F. de 27 anos e o padrasto da vítima, W.A.S.D de 45 anos. A menina sofria abusos desde os 10 anos de idade e era coagida mediante ameaças para não denunciar o crime.

Segundo o delegado do caso, Fernando Alves Barbosa, o personal trainer descobriu que o padrasto abusava da criança ao vê-lo tendo relações sexuais com a mesma. Dessa forma, ele passou a chantagear o padrasto, o ameaçando de revelar o caso se ele não pudesse aliciar a criança também.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O pai biológico da menina foi quem descobriu, em janeiro, que a criança estava sendo estuprada regularmente, em uma viagem dela para Nova Crixás, onde ele reside. A vítima recebia áudios do padrasto pedindo fotos nuas dela. O pai interceptou as mensagens e fez a denúncia para a polícia.

LEIA TAMBÉM

• Anápolis: motorista de van é preso suspeito de estuprar criança de 3 anos• Jovem de 19 anos é presa por prática de aborto criminoso• ‘Robô do PIX’: jovem é investigado por golpes em Cidade Ocidental

Ao ser alertada do caso pelo pai, a mãe da criança saiu de Caldas Novas ao encontro da filha em Nova Crixás. O padrasto ameaçou a mãe de morte e deslocou até Novas Crixás também com o intuito de matar a mãe. A polícia conseguiu interceptar o homem e prendê-lo em flagrante antes assassinar a mulher.

O delegado do caso falou sobre a situação dos presos.“Eles estão presos temporariamente por 30 dias, com uma prorrogação por mais 30 devido a ser um crime hediondo. Os dois vão ser interrogados aqui em Nova Crixás”. Os dois irão responder por aliciamento de menor, estupro de vulnerável e mediação de satisfazer a lascível de outrem. O padrasto também foi denunciado na Lei Maria da Penha por ameaçar e tentar matar a mãe da menina.

Tags: