Por burocracia, paratenista goiana fica fora de torneio mundial no México

Thais Fraga não consegue embarcar e lamenta chance perdida

A paratenista goiana Thais Fraga não conseguiu embarcar para o México. A partir desta segunda-feira (6), acontecerá a Copa Cristina Hoffmann 2022, que se estende até quarta (8). O torneio é mais uma etapa do caminho rumo ao Campeonato Mundial de Tênis de Mesa, na Espanha. Contudo, a goianiense sofreu com problemas no visto e não representará Goiás e o Brasil na competição internacional.

O lamento da paratenista

A paratenista Thais Fraga começou a sua preparação para a Copa Cristina Hoffmann há meses. Em sua categoria, a paratleta está na 18ª posição geral. Os 19 melhores do ranking vigente garantem suas respectivas vagas para o Mundial da Espanha. Portanto, atualmente a goiana está dentro do índice de classificação.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O objetivo de Thais Fraga era se manter dentro deste ranking, o que nos leva ao torneio no México. Penúltima competição oficial da modalidade antes do Mundial, a Copa Cristina Hoffmann configura mais uma etapa no calendário do tênis de mesa.

LEIA TAMBÉM

• Prefeitura de Goiânia disponibiliza 150 vagas para cursos na área industrial• Covid-19: Veja onde se imunizar nesta quarta-feira, 17, em Goiânia• Bolsonaro tem agenda em Goiânia na quarta-feira, 24

No entanto, Thais perdeu a chance de estar presente. Neste fim de semana, um grupo com mais de 100 brasileiros não conseguiu embarcar para o México. O sistema que regulariza os vistos eletrônicos ficou fora do ar, sem previsão de volta.

De acordo com a paratenista, a Embaixada afirmou que conseguiria emitir o visto nesta segunda. Porém, como a primeira partida de Thais acontece às 8h, não daria tempo de embarcar.

Em pronunciamento oficial, o Itamaraty relatou ter conversado com as autoridades mexicanas para que isso não volte a acontecer. Agora, o que resta para Thais é torcer para não sair do ranking após o torneio no México.

“A Confederação mandou e-mail para o Comitê Internacional, solicitando o cancelamento da minha inscrição para eu não perder ponto. Vou no próximo internacional que acontecerá em julho na Argentina para correr atrás”, declarou ao DE.

Depois de saber que não conseguiria ir até o México a partir de São Paulo, Thais já retornou a Goiânia. Ao longo das próximas semanas, a paratenista voltará os seus olhos para a competição em Buenos Aires, entre 8 e 10 de julho.

Tags: