Prefeitos de quatro cidades goianas são investigados por divulgação de pesquisas fraudulentas

O dono do instituto de pesquisa Ipop, que também é investigado, foi preso preventivamente

A 123ª zona eleitoral de Alvorada do Norte recebeu, nesta sexta-feira, 18, a denúncia criminal oferecida pelo Ministério Público Eleitoral contra a prefeita de Alvorada, Iolanda Holiceni, de Buritinópolis, Ana Paula Soares, de Damianópolis, Andréia Lins e contra o prefeito de Mambaí, Joaquim Barbosa.

As investigações apontam que houve, durante as eleições de 2020, a produção e divulgação de pesquisas fraudulentas pelos prefeitos das cidades listadas na denúncia. Também foram denunciados o dono do instituto de pesquisa Ipop, Márcio Rogério, a companheira, Lúcia Fernandes, e a enteada Priscila Pacheco.

A Justiça já determinou a prisão preventiva do dono do Ipop, que foi preso na manhã deste sábado, 19, em Goiânia. Os investigados responderão por produção e divulgação de pesquisas fraudulentas, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Tags: