Home»Eventos»Prefeitura de Aparecida de Goiânia realiza 3º Encontro de Cultura Afro

Evento é aberto ao público e começa às 8h30 na sexta-feira e termina às 19 horas. No sábado, no encerramento, os participantes contarão com uma feijoada beneficente

0
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado

“É muito presente no nosso município a diversidade de povos. Vamos reunir quilombolas, indígenas, matriz africana e ciganos. Então, a nossa intensão é difundir a questão da igualdade social e reforçar as lutas e conquistas do povo negro de Aparecida”

Para comemorar a semana da Consciência Negra, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio das Secretarias de Educação e Cultura e Articulação Política em parceria com as Associações Quilombolas do município, realiza nesta sexta-feira  (23), e sábado (24), na Vila Delfiori, a 3° edição do “Encontro de cultura afro, quilombolas e povos tradicionais”. Na programação, os participantes contarão com rodas de conversa, oficinas, apresentações culturais, samba de roda, entre outras atividades.

O evento, aberto ao público, começa às 8h30 na sexta-feira e termina às 19 horas. No sábado, no encerramento, os participantes contarão com uma feijoada beneficente. O dinheiro arrecadado será destinado à Associação Quilombola do Jardim Cascata e a Associação dos Mestres de Capoeira do Quilombo a fim de beneficiar os projetos sociais das associações. De acordo com o coordenador de Políticas de Promoção de Igualdade Social, ligada a Secretaria de Articulação Política, João Batista Ribeiro de Oliveira, o encontro visa fortalecer as comunidades tradicionais. “É muito presente no nosso município a diversidade de povos. Vamos reunir quilombolas, indígenas, matriz africana e ciganos. Então, a nossa intensão é difundir a questão da igualdade social e reforçar as lutas e conquistas do povo negro de Aparecida”, destacou.

As pessoas também receberão orientações e informações sobre as políticas públicas do município específicas para essas comunidades. “Muitos não sabem dos seus direitos, que há disponíveis serviços públicos específicos para eles, tanto na área da saúde como na educação também. Promover questões culturais e diálogos com a comunidade, é uma ponte entre o poder público e a sociedade civil. Nossa expectativa é receber cerca de mil pessoas nos dois dias de eventos”, ressaltou o coordenador. Dentro da programação, a roda de conversa contará com a presença de especialistas da Universidade Federal de Goiás (UFG). Entre os temas esta a atenção a saúde básica, a história e cultura afro-brasileira. Nas atrações culturais, está previsto rodas de capoeira, samba de roda, apresentações de grupos locais e banda sinfônica do município. Os participantes contarão também com oficinas de tubantes, vestuário, culinária, tudo produzido pelo quilombo.

Segundo a secretária de Educação e Cultura, Valéria Perttersen, o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) é comemorado em todo Brasil e tem como objetivo integrar a raça negra em meio a sociedade brasileira, lembrando toda a luta e sofrimento que já passaram para serem respeitados. “É uma forma de combater o racismo que mesmo depois da libertação não fez com que os negros recebessem o respeito que eles merecem. Assuntos como inclusão dos negros no mercado de trabalho, cotas em universidades, discriminação por parte da polícia, moda e beleza negra, entre outros, são os assuntos tratados com mais ênfase durante essa semana no país inteiro e aqui em Aparecida nós temos o dever se fazer também nossas ações”, pontuou.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!