Jornal Diário do Estado

Prefeitura de Goiânia lança programa Cidade Segura para diminuir quantidade de fios em postes

Objetivo é identificar e regularizar fios para evitar poluição visual e reduzir número de acidentes

A Prefeitura de Goiânia, em parceria com o Ministério Público (MP-GO) e empresas de telecomunicações, e com apoio da Equatorial Goiás, lança o programa Cidade Segura, nesta terça-feira, 15, às 10h, na Casa de Vidro. O objetivo é identificar, regularizar e diminuir a quantidade de fios de telecomunicações fixados nos postes da distribuidora de energia elétrica, a fim de evitar poluição visual e reduzir risco de acidentes.

O prefeito Rogério Cruz afirma que a parceria busca melhorar a qualidade de vida da população. “É uma união de forças para enfrentar o problema de fios irregulares, acumulados e caídos, bem como evitar acidentes causados por eles”, destaca.

O programa cumpre a Resolução Conjunta nº 004/14 Aneel/Anatel, Art. 8º, que exige a identificação de todos os pontos de fixação utilizados pelas empresas de telecomunicação.

Ações

O programa Cidade Segura prevê uma série de atividades a serem desenvolvidas, como a identificação e padronização de cabos. Toda a fiação morta ou apagada será retirada. Os primeiros bairros, segundo planejamento, serão Jardim Europa, Jardim Planalto e Vila União, na Região Sudoeste. No Noroeste, Vila Mutirão I e II fazem parte da programação inicial. Todos os bairros da capital serão atendidos pelo programa.

A Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) e a Guarda Civil Municipal (GCM) vão trabalhar no suporte à fiscalização, segurança e controle do trânsito onde as ações serão realizadas. Para manutenção e limpeza, a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) será responsável pelo recolhimento do material retirado e encaminhamento a associações de artesãos e catadores de recicláveis.

Também participam da idealização, desenvolvimento e execução do programa Cidade Segura as secretarias municipais de Governo (Segov), Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), Comunicação (Secom) e Assuntos Estratégicos; Procuradoria-Geral do Município (PGM) e Agência de Regulação de Goiânia (AR).