Prefeitura de Goiânia planeja retorno de aulas presenciais

A previsão é que a volta aconteça na segunda quinzena de agosto

O retorno das aulas presencias do município de Goiânia, ainda sem data oficial, está previsto para segunda quinzena do mês de agosto. Segundo o secretário de Educação da capital, Marcelo Ferreira da Costa tudo depende das estatísticas do Covid.

A proposta é que aconteça um retorno gradativo quando a contaminação estiver estabilizada. A volta começa pelos funcionários das escolas municipais e por último as crianças. Segundo o secretário de Educação as escolas se diferem do comércio pois os alunos não possuem atendimentos individualizados.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

“Porque não podemos falar em data, nós dependemos da quantidade de casos que nós temos na cidade e o comportamento da curva epidemiológica, para o comércio é uma realidade diferente e pode atender um usuário de cada vez, mas na escola, por mais que façamos uma volta escalonada e é isso que está se descortinando, não é possível atender as crianças de forma individualizada. O protocolo para a escola é um pouco mais rígido”, conclui o secretário.

Marcelo Ferreira diz que está sendo estudada a forma de manter o distanciamento entre os estudantes, quais adaptações serão feitas e o aumento das medidas de higiene. “Nós achamos que a partir do dia 30 e a curva já estiver uma estabilidade de patamar e vislumbrarmos uma queda do número de casos, podemos pensar numa volta gradativa, primeiro os servidores, com calma, garantindo a segurança de todo mundo, preparando o ambiente e depois das crianças. Isso talvez se dê depois da segunda quinzena de agosto se houver condições epidemiológicas para isso”, explica o secretário.

Tags: