Jornal Diário do Estado

Presidente do Vila Nova chora após derrota para o ABC

Time goiano enfrentou o já rebaixado ABC, em Natal, mas foi derrotado por 3 a 2 no Frasqueirão

O presidente do Vila Nova, Hugo Jorge Bravo, não conteve as lágrimas após a equipe perder a chance de acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, na noite deste sábado, 25. O time goiano enfrentou o já rebaixado ABC, em Natal, mas foi derrotado por 3 a 2 no Frasqueirão, dando fim ao sonho da torcida.

O Vila Nova-GO encerrou a Série B na oitava posição, totalizando 61 pontos, três a menos que o rival Atlético-GO, quarto colocado. Em uma entrevista emocionada concedida a Pedro Henrique Geninho da Rádio Bandeirantes de Goiânia, Bravo desabafou aos prantos:

“O que mais dói é as pessoas que a gente gosta aqui, né? Família de torcedor que tem aqui. Eu não quero ser lembrado na história do Vila, não. Por mim, subir isso aqui… um cara falou, teve gente que falou assim ‘por um busto’… se por um bom busto, eu trituro ele na mala.”

O presidente ressaltou a importância da fé e destacou a força da equipe:

“A glória vem de Deus, que não se exalta um homem aqui dentro, que não tem ninguém acima do Vila, só Deus. Então, assim, o que machuca é isso, cara, se você pegar. Pessoas assim, que têm um jeito meio pancada ali dentro, meio bruto, as pessoas não sabem, falam muito mais na derrota do que na vitória. Mas assim, pessoas, por exemplo, como a Vargas, o Frontini, os caras que às vezes são massacrados. E o torcedor, né cara? E a família.

Ainda na entrevista, mostrou que é importante resiliência:

Isso aí, bora, bora que eu vou te falar, bicho. Sou um homem de fé, um de fé. E aqui conosco não enverga não. Amanhã estamos vibrando de novo. Não vamos dormir, chorar pra caramba. E amanhã, velho, o olhão está estalado, vibrando para fazermos uma grande competição ali que vem. Nós vamos forte.”