Procon Goiás autua Unimed por má prestação de serviços a pacientes autistas

Empresa terá prazo de 10 dias para apresentar a defesa, podendo pagar multa que varia de R$ 754 a R$ 11,3 milhões

O Programa de Defesa do Consumidor de Goiás (Procon Goiás) notificou e autuou a Unimed Goiânia, na tarde desta quarta-feira (9), após receber denuncias de má prestação de serviço contra crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

A empresa também terá que se responder pela possível má qualidade do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) do plano de saúde. A Unimed terá, agora, prazo de 10 dias para apresentar defesa, podendo pagar multa que varia de R$ 754 a R$ 11,3 milhões.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Segundo o órgão, a empresa foi autuada por não garantir ao consumidor, por meio do menu do SAC, as opções de contato com o atendente e o direito do consumidor de não ter a sua ligação finalizada antes da conclusão do atendimento. Já a notificação é fruto de uma reunião ocorrida no último dia 19 de janeiro entre representantes do Procon Goiás e o grupo de mães das crianças que têm tido seu desenvolvimento afetado por possíveis falhas no atendimento.

LEIA TAMBÉM

• Goiás registra um estupro de criança ou adolescente a cada quatro horas• Número 2 da Caixa Econômica também é exonerado• Homem oferece chocolate para abusar de criança em Porangatu

Denúncias

Dentre os relatos apresentados, o que mais chamou atenção foi o caso da mãe que viu o seu filho regredir drasticamente, parando de se comunicar e perdendo a autonomia para executar tarefas básicas diárias, como ir ao banheiro, após a mudança no tratamento. Elas relatam ainda que a diminuição dos valores ofertados pelo plano aos profissionais credenciados é um dos motivos pela piora no atendimento e a demora no diagnóstico e início dos tratamentos.

Um relatório que informe os valores pagos pelo plano de saúde aos profissionais credenciados também foi pedido pelo órgão para que possa ser investigado.

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

“A Unimed Goiânia comunica que possui uma ampla rede credenciada com 16 prestadores contratados diretamente pela operadora para a prestação dos serviços que envolvem as terapias especiais aos beneficiários com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Cooperativa informa que segue as orientações normativas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que determina o rol de procedimentos de cobertura dos planos de saúde e os seus parâmetros para valores de remuneração da rede. Ressalta ainda que o corpo clínico do prestador não possui vínculo direto com a operadora, que é de responsabilidade exclusiva da empresa contratada.

O compromisso da operadora, bem como o assumido por seus prestadores, é o de proporcionar a melhor experiência de atendimento aos seus beneficiários. Cabe, portanto, à eles, a responsabilidade pela disseminação dessa missão. Caso seja constatada alguma situação adversa ao “Jeito de Cuidar” da Unimed Goiânia, a operadora se compromete a avaliar a substituição de qualquer prestador da rede. Em casos específicos de denúncias/reclamações sobre qualquer dos prestadores da rede que atendem os beneficiários com TEA, a Unimed Goiânia reforça que possui canal de atendimento exclusivo para essa tratativa.

Por fim, a Cooperativa informa que prestará todos os esclarecimentos necessários e os documentos cabíveis ao PROCON, que comprovam a sua boa conduta no oferecimento de atendimento aos seus beneficiários.”

 

Tags: