Produtos para Páscoa variam quase 150% em Goiânia; veja locais mais baratos

Levantamento do Procon Goiânia aponta maior variação entre as barras que podem ser encontradas de R$4 a R$10, dependendo do supermercado, seguida dos ovos de chocolate e das caixas de bombom

O consumidor interessado em economizar na Páscoa precisa pesquisar bastante antes das compras. Um levantamento do Procon Goiânia apontou diferença de quase 150% em produtos de chocolate para a época. As maiores variações foram registradas entre as barras que podem ser encontradas de R$4 a R$10, dependendo do supermercado, seguida das caixas de bombom e ovos de chocolate.

Entre os dias 28 de março e 1º de abril, fiscais pesquisaram oito estabelecimentos comerciais. Para ter acesso, clique aqui.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

A maior diferença encontrada em relação aos ovos de chocolate foi de 56,37% no produto de 166 gramas com brinquedos, que custa entre R$ 47,90 e R$ 74,90. Nas caixas de bombons, a maior diferença foi de 43,49% e o produto pode custar entre R$ 8,99 e R$ 12,90. O consumidor que optar por chocolates, tabletes e barras precisa ficar atento, pois a variação de preço chega a 149,75%.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: Cadela é resgatada após ficar 10 dias sem comida e água, em Goiânia• Varíola dos macacos: Goiás tem aumento de 93,33% e primeiras infecções em mulheres• Em nova queda, gasolina deve ficar R$ 0,13 por litro mais barata em Goiás

Os produtos neste ano sofreram aumento em relação à Páscoa 2021. De acordo com o Procon, o preço médio nos bombons aumentou 2,36% e os ovos de Páscoa 19,53%. A pesquisa realizada em oito supermercados analisou 38 produtos entre os dias 28 de março e 1º de abril de 2022.

Diante de constantes reajustes em vários itens básicos, o mercado se adequou para driblar a crise. A tendência é de que o feriado de Páscoa, em 17 de abril, tenha mais produtos na versão mini para contemplar as chamadas lembrancinhas e ainda diferentes apresentações com o chocolate como carro-chefe, como em paletas ou ovos de corte.

A melhor opção aliando custo-benefício seria caixas de bombons e tabletes de chocolates, segundo o Procon. A superintendência recomenda ao consumidor comprar preços em diferentes estabelecimentos, considerando a relação qualidade e peso do item a ser adquirido.

 

Tags: