Profissionais de saúde de Aparecida recebem capacitação para projeto de telemedicina

Os profissionais das unidades de urgência e emergência de Aparecida de Goiânia recebem a partir desta segunda-feira (20) uma nova capacitação para o projeto de telemedicina Latin – Latin America Telemedicine Infarct Network. As capacitações serão realizadas nas próprias unidades e se estenderão até quinta-feira (23). O protocolo Latin foi implantado no município em 2015 e visa o diagnóstico precoce de pessoas com infarto, por meio da telemedicina.

De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS), o convênio não tem custo para a Prefeitura de Aparecida e é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde, Hospital Encore, Medtronic, Fundação Lumen e ITMS. A SMS informou que o objetivo é humanizar o atendimento de pessoas com início de infarto e que dependem da rede pública municipal de saúde. Por meio do Latin, os médicos das unidades de urgência e emergência do município podem realizar o diagnóstico precoce dos pacientes.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O exame para diagnosticar o infarto é o eletrocardiograma. No procedimento, o aparelho que realiza o exame emite um laudo, que é enviado para um central. Nessa central, cardiologistas de qualquer lugar do país vão avaliar de imediato e dar uma opinião médica. Os procedimentos são realizados via internet. Caso seja constatado início de infarto, os pacientes serão encaminhados de para o Hospital Encore, que fica na Vila Brasília e é referência em cardiologia.

LEIA TAMBÉM

• Ator de “A Grande Família” tem plano de saúde pago por Tatá Werneck.• Enfermeira é presa por vender atendimentos, cirurgias e vagas de UTI no DF• Veja os compromissos goianos do final de semana no Brasileirão

O Cais Nova Era, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Buriti Sereno, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do setor Brasicon, Cais Nova Era e Cais Colina Azul foram designados para receber pacientes com dor torácica, além de realizar o exame capaz de diagnosticar o infarto. Os profissionais de saúde dessas unidades recebem treinamento do protocolo Latin.