Queiroga cumprirá quarentena em hotel com diárias de R$ 10 mil

O ministro da Saúde testou positivo durante a viagem a Nova York ao lado de Bolsonaro e sua comitiva

Participando da comitiva de Bolsonaro em Nova York, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para Covid-19 e terá que passar 14 dias de quarentena nos EUA.

Ele é o segundo integrante da comitiva do presidente a ser diagnosticado com Covid-19. Bolsonaro está na cidade para participar da 76ª Assembleia Geral da ONU, onde discursou na manhã de ontem (21).

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Em nota, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República informou que os demais integrantes da comitiva foram submetidos a testes e todos resultaram negativo. Segundo ela, Queiroga passa bem.

Hotel caro

A comitiva brasileira está hospedada em um dos hotéis mais caros de Nova York, o Intercontinental Barclay. Os quartos mais baratos estão disponíveis por R$ 6 mil e o mais caro custa R$ 10 mil a diária.

De acordo com o Estado de Minas, contando as 13 noites que Queiroga ficará no local, caso obtenha pela opção mais barata, o custo será um pouco mais de R$ 29 mil na cotação atual. Caso deseje pelo mais caro, o curso ficará em torno de R$ 44,5 mil na conversão. Ressalta-se que o ministro não pode deixar o quarto e deve receber alimentos em seu dormitório, o que aumentara o custo ainda mais.

O ministro, de 55 anos, está assintomático e vacinado com as duas doses da vacina contra o coronavírus.

Tags: