Radar: A volta de Vanderlan

Desaparecido da mídia, Vanderlan Cardoso suspendeu, de modo discreto, a trégua concedida ao prefeito Iris Rezende. Ontem, segunda-feira, o empresário reproduziu no twitter, a charge de Jorge Braga em O Popular, mas no sábado, dia 10, ele postou o seguinte comentário: “Goiânia precisa ser passada a limpo. É preciso acabar com essa ideia, que alguns políticos têm, de que a Prefeitura é extensão da sua casa”.

Aliás…

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram
Vale lembrar outro comentário dele, no dia 6 de fevereiro, também no twitter: “Amigos, estejam certos que o PSB vai participar de forma ativa das eleições de 2018. Temos ótimos nomes, projetos e vontade de trabalhar”.
+++++++++++++++++++

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: Microfone do cantor Gustavo Mioto é desligado durante show• Bebê na área: Nasce filho de Fernanda Vasconcellos e Cássio Reis• TSE fixa limite de gastos para eleições 2022

Em terras goianas
Ex-secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão Costa reapareceu em Goiás na posse do desembargador Gilberto Marques na presidência do Tribunal de Justiça. A filha de Irapuan Costa Júnior e Lúcia Vânia vem sendo lembrada como opção do PSB para disputar o Governo em 2018.

Torcedor do Galo
Paulo Vilar, ex-dirigente do PCB, vereador e candidato a governador nos anos 80, que faleceu domingo, era torcedor do Goiânia E. Clube. Sua trajetória lembra nomes de muita luta como Geraldo Tibúrcio, Tarzan de Castro, Henrique Santillo, Fernando Cunha, Gregório Bezerra, combateu a ditadura e teve passagem pelo antigo Cerne, hoje ABC.

Locomotiva
Marconi vai destacar hoje, na assinatura do contrato de venda da Celg para a Enel, que a Celg deve voltar a ser indutora do crescimento de Goiás.

Ironia do destino
Uma curiosidade da privatização da Celg: A empresa volta a ser controladora da Usina de Cachoeira Dourada, que vendeu em 1997. É que a Enel, gigante o mercado mundial do setor elétrico, adquiriu a Endesa, que detinha o controle acionário da hidrelétrica.

Fórum empresarial
O governador convidou líderes do setor produtivo para participarem da solenidade de assinatura do contrato, hoje, no Palácio das Esmeraldas.

Mandando recado?
Ontem, no evento da habitação, o vice-governador José Eliton disse que o senador Wilder Morais “atua com muita objetividade, não é de ficar fazendo espetáculos ou shows, brigando a todo tempo e sem resultados efetivos para a sociedade”.

Não foi
O prefeito Iris Rezende foi representado no Fórum da Construção Civil pelo secretário de municipal de Governo, Samuel Almeida.

Cara limpa
O senador Wilder Morais (PP) desistiu do bigode que vinha usando.

++++++++++++++++
Iris com Occhi
O prefeito Iris Rezende discutiu ontem de manhã, com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, parceria para pavimentação de ruas em Goiânia.

Casas populares
À tarde, Occhi participou do “Grande Encontro da Construção Civil em Goiás para Habitação”, em companhia do governador Marconi Perillo, do vice-governador José Eliton e do senador Wilder Morais (PP). Foi assinado convênio para construção de 30 mil moradias, nos 246 municípios goianos.
++++++++++++++++
Origem humilde
Ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Delaíde Miranda morou até 14 anos na zona rural, em Pontalina-GO, e chegou a trabalhar de doméstica É casada com o ex-deputado federal Aldo Arantes (PCdoB-GO), mãe de duas filhas, de 33 anos e 31 anos, avó de três netos.

Efeito Vitória
O vereador Cabo Senna (PRP) espalha boato de paralisação da Polícia Militar de Goiás, informação descartada pelo comando.
++++++++++++++++
Era da Caverna
O deputado José Nelto (PMDB) diz que o prefeito Iris Rezende precisa tirar a Prefeitura de Goiânia da “Era da Caverna”.

Locus corruption
José Nelto assegura que a Amma, a Comurg e a Seplanh são “antros de corrupção”.
++++++++++++++++++

DNA político
Lúcio Flávio Siqueira de Paiva, atual presidente da OAB-Goiás, tem raízes na política de Goiás. Ele é sobrinho de dois ex-deputados: Línio de Paiva, trombone da oposição na década de 80, e de Lúcio Lincoln de Paiva, que dá nome a um anexo da Assembleia Legislativa. O pai de Lúcio Flávio, Luiz Antônio de Paiva, é formado em Medicina e atua na área de psiquiatria. A mãe, Ana Lucy, é psicóloga.