Radar: Nada a declarar

A senadora Lúcia Vânia (PSB) desconversa quando o assunto é a sucessão de 2018. Dá a entender que ainda é muito cedo para falar sobre o assunto. Ontem, Radar perguntou a ela o que achava de 2018. Respondeu laconicamente: “Eu não acho nada”.

EMPRESA GIGANTE

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram
A Enel, que ontem tornou-se acionista majoritária da Celg, D, está construindo quatro usinas solares, sendo duas delas as maiores da América Latina.

LEIA TAMBÉM

• Vídeo: Mulher e cadela são atacadas por abelhas, em São Luís de Montes Belos• Luva de Pedreiro: ex-empresário consegue liminar para impedir reportagens• Veja como ficam novas regras de atendimento do INSS a partir desta segunda, 4

EM TEMPO
Com a compra da Celg, a base de clientes da Enel no Brasil passará dos atuais sete milhões para dez milhões. O número de clientes do Grupo Enel a nível global alcançará cerca de 65 milhões, dos atuais 62 milhões.

ACIONISTAS MINORITÁRIOS
A Enel comprou 94,8% do capital social Celg D. Os cerca de 5,2% restantes serão negociados com os atuais funcionários e aposentados da companhia, por meio de um processo que prevê a compra das ações dos acionistas minoritários.

ATENÇÃO, SENTIDO!
Com a crise financeira e institucional, agravada pela falcatruas e maracutaias dos políticos, muita gente sonha com a volta dos militares ao poder. De repente, não mais que de repente, por obra e graça da insegurança pública nos Estados, as Forças Armadas já começam a ocupar o espaço vazio deixado pela incompetência dos governantes. É só forçar a memória e se lembrar do Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Rio de Janeiro… Ou seja: devagar, devagarinho, o Exército está tomando conta do País.

PT, SAUDAÇÕES!
Diz o ditado popular que o fermento, quanto mais bate, mais ele cresce. Com o PT, na Assembleia Legislativa de Goiás, aconteceu o contrário: ele apanhou no Mensalão, virou jirau de pancada por causa da Lavajato e acabou reduzido a três deputados após a eleição de 2016: Humberto Aidar, Luís Cesar Bueno e a Delegada Adriana. Há quem diga que um deles vai debandar antes da eleição de 2018.

ERAMOS CINCO…
Espécie de cirurgia bariátrica na política, o PSD também emagreceu na Assembleia de Goiás. Elegeu os deputados Lincoln Tejota, Virmondes Cruvinel, Diego Sorgatto, Francisco Júnior e Lissauer Vieira. Hoje, Hoje, só restam Tejota e Francisco.

UM SONHO ANTIGO
Quando aceitou e assumiu o Ministério da Fazenda, o goiano Henrique Meirelles sonhou com a possibilidade de se tornar o Fernando Henrique Cardoso do Governo Itamar Franco. Hoje, diante da morosidade da economia brasileira em entrar nos eixos, HM estaria analisando a possibilidade de ser candidato ao governo de Goiás. Vale lembrar que ele é organizado, tem dinheiro sobrando e sabe como ninguém usar o poder do marketing político.

Vale lembrar: Henrique Meirelles já foi tucano, mas hoje está filiado ao PSD de Gilberto Kassab e Vilmar Rocha.

NOSSO TRUMP
Entreouvido no PMDB de Goiás: Donald Trump nos Estados Unidos é uma espécie de Jorge Kajuru em Goiânia.

Para alegria de seus fiéis seguidores, a Rádio MIL FM 102,9 reapareceu no lugar da programação da Clube FM desde a última segunda-feira. Pioneiro no rádio e na comunicação em Goiás, Jerônimo Rodrigues, o Jerominho, deve dar prioridade à sua programação original, tendo como carro-chefe o Programa Falando Francamente.

BATMAN & ROBIN
O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, em companhia do ex-prefeito Maguito Vilela, bateu ontem às portas do ministério da Integração Nacional. Pediram apoio do ministro Helder Barbalho (PMDB) para enfrentar o problema das erosões no município.