Jornal Diário do Estado

Rogério Cruz decreta luto oficial por três dias pela morte de Dona Iris

Goiás e o Brasil perderam uma das mais expressivas lideranças femininas, que ao longo de décadas esteve na linha de frente na defesa dos direitos das mulheres e da democracia

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento de Dona Iris. A ex-primeira dama e esposa de Iris Rezende morreu nesta terça-feira, 21, após estar internada no Hospital Albert Einstein, na Capital. Em nota, o prefeito relembrou as contribuições históricas da ex-deputada federal e desejou que Deus console o coração de todos os amigos e familiares.

Confira a nota completa de Rogério Cruz, prefeito de Goiânia:

“Eu e a primeira-dama, Thelma Cruz, manifestamos nosso profundo pesar pelo falecimento, aos 79 anos, nesta terça-feira, 21, da ex-primeira-dama de Goiás e ex-deputada federal, Iris de Araújo. Ela estava internada no Hospital Israelita Albert Einstein, foi submetida a uma cirurgia no pulmão, no final de semana, mas não resistiu às complicações.

Diante da contribuição histórica de Iris de Araújo ao desenvolvimento e bem-estar da capital Goiânia e do Estado de Goiás, decretamos luto oficial por três dias.

Na segunda metade dos anos 1960, ela iniciava a trajetória ao lado do então prefeito de Goiânia, Iris Rezende, quando desenvolveu importantes ações sociais como primeira-dama do município.

No processo de redemocratização, no início dos anos 1980, foi uma das lideranças que atuaram nos movimentos pela conquista da democracia. Ela se tornou determinante na mobilização dos municípios do Estado para fazer de Goiânia o palco do primeiro grande comício pelas Diretas, Já.

Em 1994, aceitou o desafio de ser a primeira mulher a disputar o posto de vice-presidente da República na chapa liderada por Orestes Quércia.

Em duas ocasiões, assumiu o mandato de senadora da República, com atuação destacada.

Também cumpriu dois mandatos como deputada federal em uma exitosa representação do povo goiano.

No campo social, foi fundadora e a primeira presidente da Fundação Legionárias do Bem-Estar Social, na Prefeitura de Goiânia. No Governo do Estado, em duas oportunidades, na Presidência da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), desenvolveu intenso trabalho social.

Ao longo de mais de 50 anos de dedicação à atividade pública, sempre foi defensora das grandes mudanças em prol dos direitos fundamentais da pessoa humana, para se alcançar objetivos de paz, justiça e amor.

Neste momento de grande pesar, elevamos o pensamento a Deus para que console o coração dos filhos Cristiano, Ana Paula e Adriana, netos, familiares, amigos e todos os que admiram a trajetória de nossa eterna Dona Iris”.