Salário mínimo de 2022 poderá comprar menos de duas cestas básicas

O cálculo foi feito pela Dieese, que apurou que, no valor da alta dos produtos essenciais e contas, o salário mínimo deveria ser quase R$ 6 mil

O valor do salário mínimo chegou a R$ 1.212 em 2022, e não é o suficiente para comprar duas cestas básicas por mês na cidade de São Paulo. A projeção foi feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que chegou ao preço da cesta básica no valor de R$ 700 na capital paulista no mês de janeiro.

A cesta básica, composta por 13 itens, tem valores variados nas diferentes regiões do país e, por isso, representa uma parcela diferente do salário mínimo em casa uma delas. Na maioria das 17 capitais pesquisadas, no entanto, o preço da cesta representa mais de metade do salário mínimo.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O preço mais baixo encontrado foi de R$ 473,26 (46,5% do salário mínimo) em Aracaju. Já o mais alto foi encontrado em Florianópolis, no valor de R$ 710,53 (70% do salário mínimo). Os dados são referentes a novembro de 2021, com cálculo baseado no salário mínimo vigente no momento.

Para o Dieese, o valor do salário do mínimo deveria estar em quase R$ 6 mil, considerando o nível de preços no país e que uma família não tem apenas a conta do mercado para pagar. Esse valor é quase cinco vezes o valor estabelecido para o ano novo.

Sem aumento real

O valor do salário mínimo de 2022, de R$ 1.212, foi confirmado em medida provisória publicada na última sexta-feira (31) e passou a valer em 1º de janeiro.

Para esse cálculo, é usada a taxa de inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) – que abrange as famílias com rendimentos de 1 a 5 salários mínimos e tem por objetivos a correção do poder de compra dos salários. Segundo o Dieese, mais de 56 milhões de pessoas têm rendimento referenciado no salário mínimo, entre beneficiários do INSS e trabalhadores privados e públicos.

O Ministério da Economia diz que o cálculo do novo salário mínimo foi feito considerando uma alta de 10,02% como INPC previsto para todo o ano de 2021. “Neste percentual, foram considerados os valores realizados do INPC para os meses de janeiro a novembro e as projeções do governo para o mês de dezembro”, diz a nota.

A pasta ainda afirma que o novo valor atende ao estabelecido na Constituição Federal, que determina a preservação do poder aquisitivo do salário mínimo

Tags: