Secretaria da Saúde confirma quatro casos da variante delta em Goiânia

Segundo a SES-GO, não há registro de transmissão comunitária no estado. Um quinto caso é investigado em Anápolis

Com 100% das UTIs lotadas, a Secretaria de Saúde de Goiás (SES-G0) confirmou nesta terça-feira (27), quatro casos de variante delta em moradores de Goiânia . De acordo com a secretaria, não há registros de transmissão comunitária no estado.

“Agora é praticamente impossível a gente impedir a transmissão comunitária no estado. Mas o que a gente pode e deve fazer é monitorar qualquer caso. Fazer sequenciamento genômico para ver a dispersão dessa variante e o impacto que ela vai trazer”, esclareceu a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Flúvia Amorim.

Dos quatro casos, a SES informou que um tem histórico de viagem internacional e outro é de um contato com essa pessoa. Os outros dois são de pessoas que tiveram contato com moradores do Distrito Federal, que também registrou contágio pela variante.

“No estado há, ainda, um caso suspeito, que está em investigação e aguarda resultado do sequenciamento genético. A pessoa reside em Anápolis e também tem ligação com casos do Distrito Federal”, diz uma nota da SES.

De acordo com a superintendente, regiões em Entorno de DF estão com alerta máximo. Até o momento, o Distrito Federal registrou 30 casos e duas mortes pela variante e foi constatado a transmissão comunitária da cepa.

Essa mutação foi registrada pela primeira vez na Índia, em outro de 2020. Dados preliminares apontam que ela é mais transmissível do que outras variantes, gera maior risco de hospitalização e de reinfecção e gera um quadro de sintomas um pouco diferente (mais dor de cabeça e menos tosse).

Covid-19 em Goiânia

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, foram registrado 182 mil contaminados e 5 mil mortes por conta da Covid-19 na capital até essa terça-feira (27). A rede hospitalar da capital tem 17.659 pacientes internados, sendo 7.806 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Tags: