Secretaria nega boatos de rebelião em penitenciária goiana

A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) negou boatos sobre uma possível rebelião no na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia. A informação equivocada foi transmitida na tarde desta sexta-feira (03) pelas redes sociais. Segundo a nota, foi realizada apenas uma nova operação rotineira de revistas.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Militar, durante a revista foram encontrados alguns telefones celulares e três de armas fogo.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

No último dia 23 de fevereiro outros boatos também tiveram que ser desmentidos pela Seap e pela Secretaria de Segurança Pública, quando áudios anônimos afirmavam que presos haviam fugido do POG e que haveria retaliação em Goiânia por conta de morte de Thiago Topete, traficante morto no mesmo dia após uma briga dentro do presídio.

LEIA TAMBÉM

• No México, multidão lincha homem por boatos de sequestros de menores• Para internautas, boato de separação de Michel Temer é uma piada• Detentos fazem rebelião no presídio de Trindade

Leia a nota da Seap na íntegra:
A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) informa não ser verdadeira a informação que circula nas redes sociais e nos grupos do aplicativo WhatsApp de que houve princípio de rebelião, na manhã desta terça-feira (03/03), na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia.

A Seap/SSPAP confirma que foi realizada no local nova operação rotineira de revistas.

Tags: