Secretários de Paulo Guedes pedem demissão

Membros do Ministério da Economia pediram demissão após Paulo Guedes propor drible ao teto de gastos.

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jefferson Bittencourt, pediram demissão de seus cargos no Ministério da Economia. Deixaram ainda o governo a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo.

A equipe pediu demissão em peso após a proposta do governo federal de furar o teto de gastos para viabilizar o Auxílio Brasil, lançado como substituto do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Na quarta-feira (20), Paulo Guedes propôs ou rever a regra do teto ou criar uma exceção para o caso específico.

“Estamos passando de 14 milhões para 17 milhões de famílias e ao mesmo tempo indo para R$ 400. Nenhuma família vai receber menos que os R$ 400″, afirmou Guedes durante evento promovido pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias”, afirmou.

Segundo Guedes, existem duas alternativas para realizar o pagamento do novo benefício: a reversão do teto de gastos, acabando com o descasamento existente entre as correções do teto e das despesas obrigatórias; e a criação de exceção para pagar o auxílio.

 

Tags: