Segundo alerta da OMS, transmissão da covid-19 no Brasil não está diminuindo

Casos da doença no país já ultrapassa os três milhões

Nesta segunda-feira, 10, o diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, alertou que o Brasil ainda tem altos níveis de transmissão de covid-19. No sábado, 08, o Brasil ultrapassou a marca dos 100 mil mortos pela doença. É o segundo maior número do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

No fim de semana, o país também passou os três milhões de casos. “O Brasil está sustentando um nível muito alto de epidemia. A curva [de transmissão] achatou um pouco, mas não está diminuindo”, alertou Ryan.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Segundo o diretor de emergências da OMS, a taxa de transmissão da doença – o chamado R0 – no país oscila entre 1,1 e 1,5. Isso significa que uma pessoa infectada contamina, em média, mais de uma outra. Para que a disseminação da doença fique sob controle, o R0 precisa estar abaixo de 1. Ou seja, é preciso que uma pessoa infectada não consiga contaminar nenhuma outra.

Tags: