Jornal Diário do Estado

Servidora pública assassinada reconheceu ex ao chegar de festa de carnaval

Mayara Almodin Aran Florenciano, de 29 anos, voltava de carona com amigos antes de ser morta; crime ocorreu no Mato Grosso do Sul

Uma jovem servidora pública foi mais uma vítima do feminícidio na madrugada deste domingo, 12, em cidade de Nioaque, no Mato Grosso do Sul. Mayara Almodin Aran Florenciano, de 29 anos, foi morta pelo ex-namorado a tiros. Mayara voltava de carona com amigos de uma festa de Carnaval e, segundo relatos, reconheceu o agressor se aproximando. Testemunhas afirmam que a vítima foi alvejada por três disparos.

Segundo informações da Polícia Civil, ao chegarem à residência de Mayara, outro veículo encostou atrás do carro em que estavam a vítima e seus amigos. Testemunhas relataram que ela alertou o casal de amigos que a acompanhava, identificando o homem de 26 anos como seu ex-namorado.

O agressor desceu do carro, dirigiu-se ao veículo onde Mayara estava e disparou contra ela. Apesar de ter sido socorrida e levada a um hospital local, a servidora pública não resistiu aos ferimentos.

O médico plantonista constatou que Mayara foi atingida por três disparos. O suspeito fugiu do local e está atualmente foragido. A Polícia Civil registrou o caso como feminicídio, e relatos indicam que o ex-namorado da vítima já havia feito ameaças anteriormente. Durante a perícia no veículo em que Mayara foi morta, os peritos encontraram um projétil.