SES Goiás não descarta retorno de uso obrigatório de máscaras

Em resposta ao Diário do Estado, pasta afirmou que analisa cenário epidemiológico com atenção. Recomendação do uso facultativo ocorreu em março deste ano

O uso de máscaras em locais fechados pode ser novamente obrigatório em Goiás se os dados sobre a Covid permanecerem em larga escalada. A informação foi repassada com exclusividade para a reportagem do Diário do Estado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). Questionada sobre o assunto, a pasta não descartou a possibilidade.

“A SES avalia o cenário epidemiológico e o monitora sistematicamente para a tomada de decisões. O período mais frio e ainda, pessoas não-vacinadas ou com esquema vacinais incompletos  resultaram no aumento de casos  de Covid e Influenza, além de Síndromes Respiratórias Agudas Graves por outros agentes etiológicos”, respondeu a assessoria de imprensa.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O item de proteção individual se tornou facultativo em março. Em nota técnica publicada à época, a proteção facial continuou sendo recomendada para grávidas, idosos acima dos 60 anos, pessoas com comorbidades, sintomáticos respiratórios, além do uso em serviços de saúde e ambientes abertos ou fechados com aglomeração de pessoas com destaque para transporte coletivo e escolas.

LEIA TAMBÉM

• Empresário, advogado e vereador são ocupações mais citadas entre candidatos de Goiás• Prefeitura de Goiânia disponibiliza 150 vagas para cursos na área industrial• Goiás confirma primeiro caso de varíola dos macacos em crianças

Desde setembro do ano passado, vigora em Goiás um decreto de situação de emergência na saúde pública. Embora não inclua retorno de máscara e apresentação de passaporte vacinal, a medida permite a diminuição de burocracias em processos como a aquisição de medicamentos e insumos médicos sem licitação e a contratação de profissionais da saúde, por exemplo.

O aumento de casos de covid em todo o País está fazendo alguns estados tornarem a máscara novamente obrigatória em espaços coletivos fechados. Nas últimas semanas, São Paulo, Distrito Federal e Rio de Janeiro anunciaram o fim parcial da flexibilização

Confira em detalhes a nota técnica publicada em março clicando aqui.

Tags: