Sindiffisc realiza ato em frente à Câmara para reivindicar pagamento de data-base

Servidores filiados ao Sindicato dos Funcionários da Fiscalização Municipal de Goiânia (Sindiffisc) realizaram na manhã desta terça-feira, 29, uma manifestação em frente à Câmara dos Vereadores. A principal reivindicação, de acordo com o presidente Ricardo Manzi, é a data-base, que reajustaria o salário da categoria em 4,08%.

“A data-base deveria ter sido paga em maio. Até o momento, o projeto não foi enviado à Câmara Municipal. O mais grave é que, em uma reunião ontem com o representante do governo, a posição é de que não há possibilidade de garantir a reposição salarial desse período. Segundo o governo, existe uma queda de receita própria no segundo quadrimestre”, explicou Manzi.

A categoria deve se reunir em assembleia para determinar os rumos do movimento. Por ora, de acordo com o presidente do Sindiffisc, uma greve dos fiscais está descartada. “Levamos em consideração as dificuldades da Prefeitura, mas também as nossas dificuldades. Mas é claro que, em outro momento, se a categoria entender que não exista outra saída senão a grave, assim o sindicato vai deliberar”, ponderou.

Para evitar uma paralisação, os servidores reivindicam que seja instalada uma comissão de vereadores, além de receber um relatório financeiro detalhado da Prefeitura referente ao segundo quadrimestre e também a formação de uma mesa de negociação permanente entre o poder público e as categorias de servidores municipais.

Close