Skatistas ganham simpatia de brasileiros após parceria

Nenhum deles ganhou medalha nos Jogos Olímpicos, mas ambos ganharam a simpatia do público após parcerias com atletas brasileiros.

O torcedor brasileiro ganhou dois novos ídolos no skate: a filipina Margielyn Didal e o peruano Angelo Caro. Nenhum deles ganhou medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas ambos ganharam a simpatia do público por aqui depois da parceria que fizeram com os brasileiros Rayssa Leal, a Fadinha, e Kelvin Hoefler nas finais do street das Olimpíadas de Tóquio 2020.

Segundo informações do ge, na madrugada desta segunda-feira, quem caiu nas graças da torcida brasileira foi Margielyn Didal. A filipina de 22 anos não fez uma boa final, ficando apenas na sétima colocação após muitas quedas, mas foi a parceira de Rayssa “Fadinha” Leal na rota da medalha de prata. Didal torceu muito pela medalha da brasileira, e pouco antes da final elas inclusive gravaram passinhos ao melhor estilo “TikTok”.

Antes do show de simpatia de Didal, na madrugada de domingo o peruano Angelo Caro vibrou muito com a volta que garantiu ao brasileiro Kelvin Hoefler a medalha de prata. Na comemoração, Kelvin ganhou um forte abraço de Caro, que logo depois teve as redes sociais invadidas por comentários de brasileiros. O skatista de 21 anos foi o quinto colocado nas finais do street masculino.

 

Tags: