Jornal Diário do Estado

Soja responde por 73% das exportações do agro no 1º semestre de 2023

No período, Goiás faturou mais de US$ 6,1 bilhões com a exportação de produtos do agronegócio. Dados são da Agrostat, plataforma do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

O complexo soja foi o grande protagonista das exportações do agronegócio goiano no 1º semestre de 2023.

Segundo dados da plataforma Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (Agrostat), a cadeia agroindustrial da soja foi responsável por 73,2% do total exportado na primeira metade do ano, seguida por carnes (15,05%) e cereais, farinhas e preparações (4,09%).

Com toda a exportação do agro, Goiás faturou mais de US$ 6,1 bilhões no semestre.

Grande parceira comercial do estado, mais uma vez a China foi a principal cliente, respondendo sozinha por 59,91% das compras externas, o que equivale a cerca de US$ 3,65 bilhões.

Seguem o país asiático o bloco da União Europeia (6,96%), Tailândia (3,5%), Indonésia (2,83%) e Vietnã (2,43%). No total, ainda de acordo com os dados da Agrostat, os produtores goianos venderam para mais de 100 países.

Para o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás, Pedro Leonardo Rezende, o agronegócio tem papel crucial na economia goiana e é por isso que se busca estratégias para promover o constante crescimento do setor.

Segunde ele, os números são resultado do trabalho árduo dos agricultores e pecuaristas goianos, mas também do apoio do Governo de Goiás, que busca novas oportunidades para impulsionar ainda mais as exportações goianas.

“O fato de termos comercializado com mais de 100 países, por exemplo, mostra a diversificação e alcance dos nossos produtos no mercado internacional”, ressalta.

 

Complexo soja

 

Apenas em julho de 2023 o estado de Goiás faturou US$ 1,1 bilhão com as exportações. Além do complexo soja (72,05%) e das carnes (19,39%), também teve destaque no mês o complexo sucroalcooleiro, com 3,49% de participação na comercialização externa.

Outros produtos que fazem parte da exportação do agronegócio goiano são de origem animal, couros e afins; fibras e produtos têxteis; café, oleaginosos (excluindo-se a soja); e hortícolas, leguminosas, raízes e tubérculos, entre outros.

 

Agrostat

 

A Plataforma de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (Agrostat) é mantida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A fonte dos dados, atualizados mensalmente, é o Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) do Governo Federal. As análises foram feitas pela equipe da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (Seapa).