“Somente a minha família sabia”, diz Klara Castanho mirim sobre exposição de gravidez após estupro

Klara Castanho abordou detalhes da violência na internet. Ela confirmou que entregou criança à adoção, reclama de julgamento da decisão pela sociedade e critica vazamento do assunto

Uma história marcada por violência, quebra de sigilo ético e polêmica veio à público nesta semana e chocou os fãs da atriz Klara Castanho, de 21 anos de idade. Tudo começou com a fala da apresentadora Antônia Fontenelle que citou em uma live que uma ex-atriz-mirim havia engravidado e entregue a criança para adoção sem olhar para o rosto do bebê. Ela considerou a  atitude “abandono de incapaz”.

“Uma tristeza infinita que eu nunca tinha sentido antes. As redes sociais são uma ilusão e deixei lá a ilusão de que a vida estava ok enquanto eu estava despedaçada. Somente a minha família sabia o que tinha acontecido”, publicou Castanho em sua rede social por meio de uma “Carta Aberta” na noite deste sábado (25)

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O assunto se tornou um dos mais comentados do Twitter porque os internautas o associaram à Klara. O jornalista de celebridades e amigo de Fontenelle, Leo Dias, chegou a confirmar em sua rede social que soube do caso em 10 de maio deste ano e preferiu não publicar a notícia. Em seguida, a postagem foi apagada por orientação da direção do jornal para o qual ele trabalha. O segredo, no entanto, foi compartilhado com a apresentadora.

LEIA TAMBÉM

• Depois de sofrer grave acidente, atriz Anne Heche está em estado crítico• Muito além de Grease: quem foi Olivia Newton-John, atriz que morreu de câncer• Após morte de adolescente, Bruno Krupp recebe mais de 40 acusações de estupro

Castanho afirma que o estupro aconteceu quando estava longe da família e decidiu não registrar um boletim de ocorrência. Ela procurou assistência médica, tomou medicamentos específicos e tentou esquecer a violência sexual. Meses depois, no entanto, começaram sintomas que foram confundidos com diversas doenças. Uma tomografia para investigação foi realizada e logo interrompida quando a equipe constatou a gestação.

“Eu não tinha (e não tenho) condições emocionais de dar para essa criança o amor, o cuidado e tudo o que ela merece ter. Entre o momento que eu soube da gravidez e o parto se passaram poucos dias”, postou. A atriz confirmou que optou por uma entrega direta para adoção. 

O vazamento da informação foi criticado por ela “os profissionais que deveriam ter me protegido em um momento de extrema dor e vulnerabilidade, que têm a obrigação legal de respeitar o sigilo da entrega, não foram éticos, nem tiveram respeito por mim e nem pela criança”. Castanho também reclama de julgamento das pessoas pela decisão de doar a criança.

Pela internet, diversos famosos prestaram apoio à jovem. O pai da artista manifestou solidariedade e compartilhou fotos dela com o outro filho quando crianças e escreveu “Estarei com vocês até o fim da minha vida”. A humorista Dani Calabresa, que acusa o o ex-diretor da Globo Marcius Melhem de assédio sexual, comentou em uma das publicações de Klara. “Todo meu carinho e respeito”, publicou.

Tags: