Catalão: Suspeito de atear fogo em ex é preso por tentativa de feminicídio

O homem, que estava foragido desde o dia 13 de outubro, se entregou para a polícia de Catalão e será indiciado por tentativa feminicídio

O suspeito de atear fogo na ex-mulher, Robson Martins de Oliveira Leonel (29), se entregou para a polícia no final da tarde de hoje (21) e confessou o crime. Robson chegou na Delegacia de Atendimento à Mulher de Catalão (Deam), sob suspeita de tentativa de feminicídio, acompanhado de um advogado. Sua ex-companheira, ainda permanece sob cuidados médicos no Hugol.

De acordo com a delegada responsável pelo caso e titular da Deam, Alessandra Maria de Castro, “ele se apresentou hoje na delegacia, na presença de um advogado e se entregou. Ele confessou que ateou fogo na ex-companheira e fez isso movido por ciúmes dela, ‘perdendo a cabeça'”, diz. A delegada diz que ele já tinha um mandato de prisão decretado e no momento ele está a disposição do juiz.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Desde o dia do crime (13 de outubro), ele permaneceu foragido e, de acordo com informações, ele teve ajuda de terceiros para se manter escondido. Até o momento, Robson será indiciado pelo crime de tentativa de feminicídio, ou seja, um homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher.

Entenda o caso

No dia 13 de outubro, uma mulher de 24 anos, teve o corpo queimado logo após ter sofrido uma tentativa de feminicídio pelo seu ex-companheiro em Catalão, sudeste de Goiás. A vítima foi levada para o Pronto Socorro da Santa Casa do município, com vários ferimentos e queimaduras. A agressão aconteceu 3 dias depois do vencimento de uma medida protetiva temporária.

Em relato da vítima para a polícia, o fato aconteceu por volta das 10h da manhã.  A mulher estava a caminho do trabalho, quando Robson apareceu e a forçou a entrar em um veículo.

O suspeito levou a mulher para zona rural parando o carro nas proximidades da cidade de Goiandira. Ali, então, iniciaram as agressões com chutes na região da cabeça e tórax. De acordo com a vítima, nesse momento ela começou a perder consciência e o suspeito abriu um frasco de álcool, ateando fogo sobre seu tórax e costas. Neste momento ela conseguiu sair em fuga pela mata fugindo do agressor, e pedir ajuda a terceiros que passava pela rodovia.

Segundo  informações médicas, a paciente se encontra internada, com queimaduras de 2º e 3º graus e politrauma.

Tags: