Home»Eventos»Teatro de bonecos trata questões ambientais em Goiânia

Evento é gratuito!

1
Shares
Pinterest Google+ Whatsapp
(62) 9 8219-1904 Fale com o Diário do Estado


A atividade integra a programação do Teatrinho Cerrado, que acontece no centro de compras todos os domingos, sob coordenação do Teatro Destinatário. O Shopping Cerrado oferece estacionamento gratuito e fica na Avenida Anhanguera, nº 10.790, no Setor Aeroviário, em Goiânia
O Shopping Cerrado será palco neste domingo (29), para o “Dia da Caça”, espetáculo de bonecos comandado pelo Grupo de Theatro Arte & Fogo. A atividade, que é gratuita, terá início às 15 horas, no térreo do centro de compras, em frente às Lojas Americanas. Com dramaturgia de Barale Neto, direção de Delgado Filho, sonoplastia de Jusse Lessa e interpretação de Semio Carlos, a apresentação faz uma provocação sobre a importância da preservação e uso sustentável dos recursos naturais e sensibiliza o público para as questões ambientais trabalhando o lúdico e a arte.
 
O enredo traz um ambulante que vende produtos de animais na cidade grande, enquanto os bichos estão sendo caçados e massacrados no cerrado. O Dr. Capipi-Capivara pede ajuda ao Mico Sherlock que, desconfiado do bicho homem, vai para a cidade observá-lo de perto. Enquanto isso, Polidoro Valente, o grande exportador de peles, tem dificuldade para atender um pedido do Mister Gringo, o grande importador de peles e, então, manda chamar o caçador Chico Filobé para organizarem uma caçada grande. Ao ouvirem o relato do Papagaio, o Lobo Guará e o Tu-tucano decidem se unir à Arara e outros bichos para armarem uma estratégia para devolver a paz e a harmonia ao cerrado. 
 
A atividade integra a programação do Teatrinho Cerrado, que acontece no centro de compras todos os domingos, sob coordenação do Teatro Destinatário. O Shopping Cerrado oferece estacionamento gratuito e fica na Avenida Anhanguera, nº 10.790, no Setor Aeroviário, em Goiânia.
 
 
Arte & Fogo
Foto: Delgado Filho
Com 23 anos de estrada, o Grupo de Theatro Arte & Fogo dedica-se às artes cênicas, desenvolvendo projetos e intervenções artísticas, com o objetivo de conscientizar, informar e divertir o público. O nome do grupo surgiu logo após o incêndio que quase destruiu as instalações do Teatro Inacabado, nos anos 1990, que era ponto de apoio para a companhia. Seus espetáculos já foram premiados nos Festivais de Teatro da Federação de Teatro de Goiás (FETEG), no Festival Nacional de Anápolis, no X Festival Nacional de Monólogos em Camaçarí – Bahia, entre outros.

Newsletter do Jornal Diário do Estado – Assine já!

Comente á vontade!