Tigre morre após contrair Covid-19, em zoológico dos EUA

Animal tinha 14 anos. Após diagnóstico da doença, os especialista observaram que o tigre não se alimentava e estava com dificuldades para ficar em pé

Um tigre de Amur morreu por complicações causadas pela Covid-19 em um zoológico de Ohio, no Estados Unidos. O animal tinha 14 anos e deixa 9 filhotes.

Júpiter, como foi nomeado, faleceu no domingo, 26, quatro dias após a equipe do Columbus Zoo perceberem que ele estava doente. De acordo com os funcionários, ele desenvolveu uma pneumonia causada pela Covid-19.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Em uma publicação feita nas redes sociais, o zoológico disse que o tigre não estava interessado em comer e estava relutante em ficar de pé, se mover ou interagir com os cuidadores.

LEIA TAMBÉM

• Dia dos Pais: movimento em bares e restaurantes deve aumentar 30%• Covid-19: Veja onde se imunizar e fazer testagem rápida neste sábado, 13, em Goiânia• Desemprego em Goiás recua 6,8% no segundo trimestre de 2022, aponta IBGE

“Quando isso continuou no dia seguinte, Júpiter foi anestesiado para exame e tratamento. Os exames iniciais sugeriram uma infecção e o tratamento foi iniciado”, afirma o comunicado.

Júpiter já vinha lidando com o tratamento de longo prazo de algumas doenças crônicas o tornou mais vulnerável ao coronavírus. O animal deixa 9 filhotes.

O tigre nascido dia 9 de julho de 2007 na cidade de Moscou, passou pelo zoológico Dvur Kralove, no norte da República Tcheca, antes de ir para os EUA.

 

 

Tags: