Três franquias diferentes demitem seus técnicos na “Black Monday” da NFL

Miami Dolphins, Chicago Bears e Minnesota Vikings sacaram os seus treinadores ao fim da temporada regular

Mais três times terão comissões técnicas diferentes na próxima edição da NFL. Miami Dolphins, Chicago Bears e Minnesota Vikings sacaram os seus treinadores na “Black Monday”, o primeiro dia após o fim da temporada regular. Historicamente, tal data costuma marcar várias demissões de comandantes das franquias, e neste ano foram feitas três vítimas diferentes.

Os demitidos e suas campanhas na NFL

A demissão que mais chamou a atenção na Black Monday da NFL foi a de Brian Flores, do Miami Dolphins. Após liderar o time em uma campanha de 10-6 em 2020/21, passando perto de alcançar os playoffs, a franquia da Flórida começou esta temporada com uma aura de otimismo na Divisão Leste da Conferência Americana (AFC). Porém, a equipe chegou a perder sete vezes em sequência e ficou 1-7, complicando as chances de ir para o mata-mata. Ainda assim, deu a volta por cima e emendou sete triunfos consecutivos, algo inédito até então na liga. No final das contas, os Dolphins terminaram com uma campanha de 9-8, duas posições abaixo dos Steelers, os últimos classificados da AFC. Após a sua saída, Brian Flores agradeceu à franquia e desejou boa sorte aos atletas.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

As outras demissões eram um pouco mais esperadas. No Chicago Bears, Matt Nagy não resistiu aos resultados ruins. O Chicago Bears terminou a edição da NFL com um retrospecto de 6-11, o quarto pior da Conferência Nacional (NFC). Curiosamente, Nagy havia sido eleito como o melhor técnico da liga em 2018. Além dele, o general manager Ryan Pace também deixou a franquia.

Por fim, Mike Zimmer não comandará o Minnesota Vikings após oito anos no posto. Nesta temporada, o time amargou uma campanha de 8-9, não conseguindo atender às expectativas de que o time brigaria forte por um espaço nos playoffs. Assim como os Bears, os Vikings também despediram o general manager Rick Spielman. Vale lembrar que duas outras franquias também sacaram os seus treinadores ao longo da temporada. No Las Vegas Raiders, Jon Gruden pediu demissão após escândalos envolvendo homofobia, racismo e machismo; Rish Bisaccia assumiu o cargo. O Jacksonville Jaguars, por sua vez, despediu Urban Meyer e terminou o ano com o interino Darrell Bevell.

Tags: