Urgente: Dólar dispara e vai a R$ 5,45

O aumento do dólar e a baixa de 12% do mercado global entrega um saldo negativo para a economia brasileira

O Ibovespa Futurou voltou a cair nesta quinta-feira (19), acompanhando o pessimismo das bolsas mundiais, com os investidores repercutindo a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), que sinalizou a discussão sobre a redução do ritmo de compra de títulos ainda em 2021.

Nesta manhã, dados do auxílio desemprego nos Estados Unidos saíram e ficaram em 348 mil na última semana, abaixo da projeção de 363 mil pedidos dos economistas consultados pela Refinitiv.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Outro ponto negativo são os commodities, que desabam em dia negativo no mercado global, com o minério de ferro negociado em Singapura em baixa de 12%, passando a cair no ano após subir 55% em meados de julho.

A queda ocorre tanto pela ata do Fomc quando pelo consumo chinês menor (tanto pelo crescimento menor quanto pela ação das autoridades de diminuir a poluição). O preço do petróleo também cai e já acumula 15% de queda desde as máximas de julho.

Enquanto isso, o dólar comercial opera em alta de 1,22% a R$ 5,440 na compra e a R$ 5,441 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em setembro sobre 1,16% a R$ 5,458.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 sobe dois pontos-base a 6,80%, DI para janeiro de 2023 tem alta de 1 ponto-base a 8,65%, DI para janeiro de 2025 avança oito pontos-base a 10,08% e DI para janeiro de 2027 registra variação positiva de sete pontos-base a 10,51%

Tags: