Jornal Diário do Estado

Veja cinco competições engraçadas, mas que são levadas a sério

Modalidades têm adeptos em várias partes do mundo; algumas envolvem grandes estruturas

Quando se fala em esporte, ou competições em geral, o que vem logo à cabeça são as modalidades tradicionais, vistas por milhões de pessoas ao redor do mundo. Mas, você sabia que a criatividade acabou por criar eventos engraçados e mesmo bizarros? O Diário do Estado separou cinco deles, muito fora da curva, para você ler, imaginar e se divertir. Confira a lista.

Ai que vontade de tacar meu celular…

No ano 2000, os finlandeses criaram uma modalidade que se aproxima do bizarro. Trata-se do Campeonato Mundial de Arremesso de Celular. O objetivo é até louvável: auxiliar as pessoas a soltarem suas frustrações arremessando seus telefones móveis, ao mesmo tempo que apoiavam uma campanha de reciclagem. A modalidade se expandiu para o resto da Europa e se tornou algo internacional. O campeonato é julgado em duas categorias: arremesso sobre o ombro, que é julgado pela distância, e freestyle, em que se avaliam estética e impressão artística.

Hipismo no cavalinho de pau

Quer ver mais uma da Finlândia? Eles também têm um campeonato de Cavalinho de Pau. A competição acontece da mesma forma que os torneios de hipismo, exceto pelo fato de que os cavalos de verdade são substituídos por versões feitas de pano e madeira. A maioria dos competidores são mulheres adolescentes que saltam obstáculos com seus cavalinhos. E não se engane: esses torneios são levados bem a sério!

Guitarra imaginária

Olha mais uma desse povo mega criativo. Desde 1996, a Finlândia sedia o Campeonato Mundial de Air Guitar, que coroa os melhores tocadores de guitarras imaginárias. Para impressionar os jurados, cada músico deve interpretar uma música escolhida por 60 segundos e depois outra música surpresa por mais 60 segundos. O torneio acontece na cidade de Oulu, em agosto.

Do ringue ao tabuleiro

Por mais estranho que possa parecer, há uma competição que associa boxe e xadrez. É isso mesmo. Os competidores se enfrentam no ringue e diante do tabuleiro, em rounds de três minutos de duração cada um. A vitória pode vir por nocaute, xeque-mate ou pontuação. O esporte surgiu na década de 2000, e existem diversos campeonatos espalhados pelo mundo.

Quanto mais feio, melhor

O seu cachorro é fofinho, mas horroroso? Não tem problema. Se quiser, você pode inscrevê-lo no Concurso de Cachorro Mais Feio do Mundo, organizado anualmente em Petaluma (EUA). O torneio existe desde a década de 1970 e foi criado para incentivar a adoção de animais, independentemente de suas feições. O campeonato foi criado para ser uma atração aos moradores locais, mas acabou crescendo de tamanho muito rápido. (fonte: megacurioso.com.br)