Veja como os senadores goianos votaram na derrubada da minirreforma trabalhista

O MP foi derrotado após 44 votos contra e 27 a favor, sendo um com abstenção. O texto agora será arquivado

O Senado derrubou mais uma proposta do governo Bolsonaro nesta quarta-feira (1). Por 44 votos a 27, e uma abstenção, os senadores derrubaram a MP 1.045/2021, que previa a reinstituição do programa que permite a redução de jornada e salário ou suspensão de contratos na pandemia. O texto, aprovado pela Câmara, vai agora ser arquivado.

A MP 1045 foi editada em abril, com o objetivo de criar o Novo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, autorizando a suspensão de contratos e redução na jornada de trabalho, junto com a redução salarial.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

No entanto, deputados incluíram vários trechos na MP, promovendo mudanças na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). As alterações foram tantas que a proposta foi chamada de ”minirreforma trabalhista”.

Dos votos de senadores goianos, dois senadores voltara sim enquanto Kajuru foi o único que votou contra.

Confira com os senadores goianos votaram

Votaram a favor: 
Luiz do Carmo (MDB) votou sim
Vanderlan Cardoso (PSD) votou sim

Votaram contra:

Jorge Kajuru (Podemos) votou não

Tags: