Vereador denuncia prefeito de Iporá por agressão

Moisés Victor teria recebido um boletim de ocorrência sobre uma festa clandestina no imóvel do prefeito.

Um vereador de Iporá disse que  foi agredido pelo prefeito da cidade, Naçoitan Leite (PSDB), após filmar uma festa clandestina que estava acontecendo dentro da garagem municipal. O prefeito nega a agressão. O caso foi registrado na polícia.

Moisés Victor Silva Magalhães (Republicano) disse no boletim de ocorrências que recebeu uma denúncia que estava acontecendo uma festa no imóvel público no sábado (3), com pessoas consumindo bebida alcoólica. Ele, então, foi ao local para filmar escondido por cima do muro toda situação.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Porém, uma caminhonete se aproximou dele e dois homens desceram, começando a agredir ele e sua esposa. Em seguida, o vereador relatou que o prefeito e outro homem chegaram e continuaram com as agressões.

O grupo, então, teria pegado o celular do vereador e o ameaçado caso fosse denunciado. Fotos mostram um hematoma no olho do vereador e escoriações pelo corpo.

Em nota divulgada pelo G1, o prefeito disse que houve uma confraternização na garagem da prefeitura e que, quando viram o vereador fazendo as filmagens, o questionaram o motivo de estar gravando o evento. Segundo o Naçoitan Leite, o parlamentar teria jogado uma pedra contra um dos servidores.

“Ele teria cometido o ato escondido para poder pegar imagens com mais qualidade e acabou escorregando do muro. Os funcionários ouviram o barulho e correram até ele para prestar o socorro, no que ele entendeu que os funcionários queriam agredi-lo”, disse o prefeito em nota.

Ele afirma ainda que não sabe dizer se houve algum tipo de agressão, pois estava atrás do muro e, ao ouvir um barulho semelhante ao de um tiro, correu para se abrigar. Após essa situação, ele encerrou o evento e pediu que todos fossem para casa.

Tags: