Vídeo: advogada entra em luta corporal e é baleada, no Rio de Janeiro

O agressor foi preso por tentativa de homicídio

Uma advogada de 27 anos precisou entrar em luta corporal com um cliente, na tarde desta quarta-feira (26) após ser ameaçada com uma arma, dentro do próprio escritório, em um shopping do centro de Campos dos Goytacazes, no norte Fluminense (RJ).

Apesar de tentar impedir o homem a advogada identificada como Nayara Gilda Gomes, acabou sendo atingida por quatro disparos. As câmeras de segurança do escritório filmaram toda a ação, que durou pouco mais de um minuto.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

Nas imagens é possível ver o homem entrando no escritório com uma sacola, que ele coloca sobre uma das mesas do local. Em seguida, ele retira a arma da sacola e aponta para a advogada, que se assusta e pergunta se ele “está maluco”.

LEIA TAMBÉM

• Mulher coloca fogo em namorado de filha: ‘não estou satisfeita com o resultado’• Causa da morte de grávida de Silvânia que estava com dengue só deve sair daqui um mês• Vídeo: Imagens mostram homens dando ‘voadora’ e diversos chutes em idoso, em Catalão

O vídeo mostra que Nayara se levanta e vai em direção ao agressor para desarmá-lo, dando início a uma luta corporal. Durante a briga, a advogada chega a ficar na beira de uma escada e grita por socorro diversas vezes.

Segundo o shopping, os agentes da segurança do local foram acionados por pessoas que passavam pelo local e ouviram os pedidos de socorro da advogada. Ao chegarem no escritório, os policiais encontraram o criminoso  com a arma na mão.

A polícia levou o atirador para a 134ª DP de Campos, onde ficou preso pela tentativa de homicídio. A arma usada no crime foi apreendida. Já a advogada foi encaminhada para um hospital particular do município, em um boletim o hospital afirmou que o estado de saúde da advogada é estável.

Motivação para o crime

A advogada contou para a equipe do hospital onde está internada que, o crime foi motivado porque o cliente identificado por ela como Diego Dourado, não queria pagar os R$ 160 mil dos honorários de um processo de inventário.

Por conta disso, a advogada recorreu à justiça para garantir o pagamento dos honorários. Segundo ela, no fim do ano  passado, o homem chegou a tentar revogar sua procuração para não precisar fazer o pagamento e não foi mais visto pela advogada.

“Ele tem alguns processos comigo e um é um processo de inventário, que está sendo finalizado. Esse processo de inventário é um valor muito alto. (…) Ele está me devendo em torno de R$160 mil e em dezembro do ano passado, ele tentou revogar a minha procuração, na tentativa de não me pagar. Eu entrei no processo e pedi para o juiz destacar meus honorários quando saísse o formal de partilha. Depois disso, ele sumiu. Hoje, ele apareceu no meu escritório provisório e na hora que ele chegou, falou assim: “vim revogar a procuração”, contou a advogada.

Veja o vídeo do momento em que o homem atira contra a advogada

Tags: