Vídeo: Morre policial aposentado que foi baleado pelo ex-genro, em Goiânia

João Rosário Leão, de 62 anos, foi atingido por disparo efetuado pelo servidor municipal, Felipe Gabriel Jardim, enquanto trabalhava em sua farmácia

O policial civil aposentado, João Rosário Leão, de 62 anos, que foi baleado pelo ex-genro no início da tarde desta segunda-feira, 27, não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada no Hospital de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz (Hugo).

O comerciante foi baleado na cabeça dentro da farmácia dele, no Setor Bueno, em Goiânia. O gerente de sinalização da Secretaria Municipal de Trânsito de Goiânia (SMM), Felipe Gabriel Jardim, ex-genro da vítima, teria entrado no estabelecimento e efetuado ao menos cinco disparos contra o homem. Câmera de segurança registrou o homicídio. (Veja a baixo)

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

De acordo com informações preliminares, o autor dos disparos estaria inconformado com o fim do relacionamento com a filha do policial aposentado. Segundo familiares do idoso, Felipe teria ameaçado matar a vítima e toda a família durante uma discussão com a filha do comerciante no final de semana. Nesta segunda-feira, 27, inclusive, a família registrou boletim de ocorrência por causa das ameaças, o que pode ter revoltado o servidor municipal.

LEIA TAMBÉM

• Prefeitura de Goiânia disponibiliza 150 vagas para cursos na área industrial• Goiás confirma primeiro caso de varíola dos macacos em crianças• Nepotismo: MP recomenda exoneração de nove comissionados, em Luziânia 

Depois de disparar contra o ex-sogro, Felipe fugiu do local e até o fechamento desta matéria não havia sido localizado. Por meio de nota, a SMM lamentou o ocorrido e afirmou que ele será exonerado do cargo. O caso será investigado pela Polícia Civil (PC).

Vídeo:

Tags: