Vídeo: Subtenente da PM morre após ser baleado em distribuidora de bebidas em Goiânia

Claydson ficou internado na UTI durante 24 dias. O policial foi baleado por agentes a paisanas durante uma discussão

O subtenente da Polícia Militar de Goiás Claydson Araújo do Espírito Santo, de 50 anos, morreu nesta segunda (13) após passar 24 dias internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O policial foi baleado em uma distribuidora de bebidas em Goiânia depois de um desentendimento.

De acordo com o G1, Claydson foi baleado no abdômen e no braço direito no dia 19 de julho, na Vila Aurora. Após ser baleado, ele foi levado para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), onde foi internado em estado grave.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

De acordo com o delegado Gilberto Silva Ferro, responsável pelas investigações, os tiros foram disparados por outro policial que estava no local e que teria atirado quando se sentiu ameaçado por ver Claydson com uma arma em punho. O delegado afirmou que o policial que atirou contra a vítima não foi preso e deve ser ouvido nos próximos dias.

Em nota ao G1, a PM disse que o desentendimento teria acontecido por causa da mulher de um dos agentes. Segundo a corporação, dois policiais a paisana viram a confusão, sacaram a arma e atiraram contra Claydson. A corporação afirmou ainda que os dois agentes alegaram legítima defesa e nenhum deles foi preso.

Claydson fazia parte do corpo musical da corporação. Seu corpo será enterrado na tarde desta terça-feira (13), no Cemitério Parque Memorial de Goiânia. Ele deixa dois filhos.

Tags: