Vila Nova cochila no fim, mas bate Paraná e permanece no G-4

O Vila Nova bobeou no fim da partida, mas venceu mais uma na Série B. A vítima da vez foi o Paraná Clube, que caiu por 3 a 2 no Serra Dourada na noite desta terça-feira, 11. O time goiano chegou a abrir 3 a 0, com gols de Moisés e Alan Mineiro, duas vezes. A Gralha, porém, acordou e descontou com Minho e João Pedro.

O resultado mantém o Tigre em quarto lugar, agora com 23 pontos. O próximo compromisso colorado será no sábado, 15, contra o Paysandu. O duelo seria no Serra Dourada, mas por conta de uma punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, a partida será realizada no Estádio JK, em Itumbiara.

• Compartilhe essa notícia no Whatsapp• Compartilhe essa notícia no Telegram

O jogo 

No primeiro tempo, as principais jogadas de perigo foram do Vila Nova. Ainda nos primeiros minutos, Magno Silva, dentro da área, finalizou na rede pelo lado de fora. Depois disso o jogo ficou mais amarrado, mas com os goianos eram superiores e criavam as principais ações ofensivas. Aos 39 minutos, Moisés aproveitou a bobeira da defesa, invadiu a área e bateu cruzado no canto esquerdo de Richard, abrindo o placar. Dois minutos depois, Alípio recebeu lançamento, disputou a bola com a defesa, e mesmo desequilibrado, rolou para Alan Mineiro bater de primeira, de fora da área, no canto direito do goleiro adversário, aumentando a vantagem.

Na segunda etapa, o time visitante tentou diminuir o placar, mas esbarrou na boa marcação colorada. Nos contragolpes, o Vila era perigoso. Aos 14 minutos, o atacante Mateus Anderson invadiu a área, tentou a finalização. A bola foi interceptada pelo zagueiro, mas com a mão. A arbitragem marcou pênalti, cobrado com perfeição por Alan Mineiro para marcar o terceiro.

Quando tudo caminhava para uma vitória tranquila dos colorados, o Paraná acordou. Aos 26, Minho arriscou de fora da área e acertou um belo chute no canto direito de Luís Carlos. Aos 44, em cobrança de falta, João Pedro cobrou para o time visitante com perfeição e diminuiu ainda mais o placar. Os seis minutos finais, já que foram acrescidos cinco, foram de pressão do time visitante. O Tigre suportou os ataques paranistas e conquistou mais um triunfo.

Tags: