Jornal Diário do Estado

“A Fazenda” perde patrocinador após Rachel Sheherazade ser expulsa

Reality perdeu o contrato com o grupo Adir, que repudiou a expulsão da jornalista e diz não concorda com o posicionamento do programa.

A expulsão de Rachael Sheherazade da Fazenda 15 nesta quinta-feira, 19, está abalando as estruturas da TV Record. Segundo a coluna Fábia Oliveira, do Metrópoles, o reality rural da emissora de Edir Macedo tem perdido telespectadores, assinantes no PlayPlus e agora parcerias. Responsável pelo anúncio da Agência 390, o grupo Adir decidiu cortar relações com a atração após o episódio com a jornalista.

Através das mídias sociais, o grupo publicou um comunicado oficial ressaltando que não corrobora com a saída da repórter e afirmou que a situação foi algo desmedido e autoritário. “O grupo não compactua com ações manipuladas e arbitrárias da emissora. Nossa solidariedade à Rachel Sheherazade”.

Nos comentários, internautas agradeceram pelo apoio da empresa contra a expulsão de Sheherazade. . “Esse é o tipo de empresa que merece o nosso respeito!”, falou outro. “Parabéns pelo posicionamento”, elogiou outro fã.

O grupo Adir havia comprado cotas de anúncio em São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia. O pedido do cancelamento de parceria foi imposto pelo CEO do grupo, Lucas Schuster.

Saída de Rachel

A expulsão da ex-ancôra do SBT ocorreu na última quinta-feira, 19, após discussão entre ela e Jenny Mirada. A jornalista teria sido expulsa por supostamente dar um tapa na influenciadora.

A situação chamou a atenção pelo fato de que, em nenhum momento, houve agressão por parte de Rachel. Nas imagens divulgadas pela Record TV, é nítido o momento em que Jenny Miranda avança sobre a rival e Rachel estica a mão para se defender, sem querer encostando no rosto da influenciadora. “Ela bateu na minha boca, ela me agrediu”, saiu falando a mãe de Bia Miranda.

O anúncio da expulsão foi feito logo pela tarde pela apresentadora Adriane Gallisteu e a roça do dia foi cancelada. Segundo a colunista Fábia Oliveira, a expulsão de Rachel teria outro motivo por trás.

Fontes afirmaram à colunista que boatos rodam pelo corredor da emissora de que Rachel havia sido expulsa, na verdade, por falar mal do ex-presidente Jair Bolsonaro. Ainda segundo a colunista, a emissora parecia estar procurando qualquer oportunidade para expulsar a jornalista e apenas se aproveitou da discussão cumprir a ação.

Outra possibilidade é de que, ao ser chamada até a despensa, Rachel Sheherazade tenha desistido do programa por estar com o emocional abalado e preocupada com a sua carreira depois da briga com Jenny.