Jornal Diário do Estado

Advogado consegue recondução de Gabriela Rodart à Câmara Municipal

Vereadora havia sido afastada do cargo por suposta "infidelidade partidária", mas o relator do Tribunal Superior Eleitoral determinou o retorno da parlamentar às atividades em Goiânia

Na tarde desta quinta-feira, 23, uma decisão do ministro Raul Araújo devolveu o mandato da vereadora Gabriela Rodart. Há quase um mês, em 28 de fevereiro, ela foi cassada por suposta “infidelidade partidária”, mas terá a imediata recondução ao cargo. O advogado da parlamentar no processo foi Leonardo de Oliveira Pereira Batista.

Recondução de Gabriela Rodart à Câmara

No final de fevereiro, Gabriela Rodart deixou o cargo de vereadora. Na época, a parlamentar falou sobre o assunto em sua conta nas redes sociais. “Saibamos dar graças ao nosso Deus em todas as situações, ainda mais sabendo que essa fase foi só o começo!”, escreveu.

O processo desta semana determinou que Gabriela Rodart sofreu discriminação por ser mulher dentro do partido Democracia Cristã (DC). A defesa de Leonardo Batista alegou que ela não teve o suporte do partido durante o exercício do mandato, sendo que o DC também a impediu de disputar o cargo de deputada federal nas últimas eleições.

Com isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu pela recondução da vereadora à Câmara Municipal de Goiânia. No documento do processo, o órgão solicita a comunicação, com a devida urgência, ao Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). O Democracia Cristã vai recorrer da decisão.