Jornal Diário do Estado

Caiado decreta luto de três dias em Goiás, por morte de Dona Iris

Governador do estado publicou a informação no início da noite da última terça-feira, 21

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), decretou luto oficial de três dias no estado após a morte de Dona Iris de Araújo. O parlamentar publicou o decreto 10.221 em edição extra do Diário Oficial do Estado, assim como fizeram também o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), e o deputado estadual Bruno Peixoto (União Brasil), na Assembleia Legislativa.

O legado de Dona Iris

Iris de Araújo Rezende Machado tinha 79 anos de idade. Seu marido, Iris Rezende, morreu no ano retrasado, mais precisamente em 9 de novembro, aos 87 anos. Os dois foram importantes figuras políticas da história de Goiás, e deixam três filhos.

Dona Iris foi primeira-dama nos mandatos eletivos de seu esposo como prefeito de Goiânia e governador de Goiás. Ainda, ele também exerceu o cargo de senador da República. Dona Iris, por sua vez, chegou a atuar brevemente no Senado como suplente de Maguito Vilela, em 2004 e 2006. Além disso, em 2006, elegeu-se como deputada federal em Goiás.

A sua trajetória política também contou com uma candidatura à vice-presidência nas eleições de 1994, na chapa de Orestes Quércia. Naquele ano, eles receberam 2 773 793 votos (4,38% dos válidos), ficando em quarto lugar no pleito. Entre as obras da ex-primeira dama em Goiás, destaca-se o Hospital e Maternidade Dona Iris, cuja inauguração após reconstrução aconteceu em 2012.