Jornal Diário do Estado

Comandante-geral da PM desmente áudio que revelava paralisação

Nos últimos dias, um áudio de um suposto policial militar conclamando e revelando um ato paredista da Polícia Militar (PM) tem sido amplamente divulgado nas mídias sociais. Por conta da repercussão do caso, o comandante-geral da PM, Divino Alves de Oliveira, veio a público e negou qualquer possibilidade de greve.

“Reafirmo, enquanto comandante-geral, não existe a menor possibilidade de tal fato acontecer aqui no nosso estado. A Polícia Militar está nas ruas, realizando o policiamento ostensivo preventivo fardado, aquilo que lhe é de atribuição constitucional”, afirmou.

Segundo o comandante da corporação, os áudios sequer são de Goiás. “Foram veiculados em Minas, mas estão utilizando como se fossem manifestações de policiais militares goianos”, salientou.

Divino Oliveira foi duro ao repelir os áudios. “São mentiras, situações fraudulentas que pessoas mal intencionadas estão colocando em redes sociais”, disse. “A população de Goiás pode e deve confiar na sua Polícia Militar”, completou.