Jornal Diário do Estado

Filho de PM é morto a facadas próximo ao Mutirama; polícia suspeita de latrocínio

Segundo a Polícia, o jovem foi encontrado ainda com vida por um homem que passava pela rua e ouviu o pedido de ajuda

No final da tarde desta segunda-feira, 20, Henrique Augusto Rozendo, psicólogo e filho de um policial militar, foi morto próximo ao Parque Mutirama, no Centro de Goiânia. Responsável pela investigação do caso, a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) suspeita de que se trata de uma caso de latrocínio, crime caracterizado pelo roubo seguido de morte.

Segundo a Polícia, o jovem foi encontrado ainda com vida por um homem que passava pela rua e ouviu o pedido de ajuda. Apesar de estar vivo no momento, as costas da vítima tinham ferimentos de duas facadas. O homem que o socorreu chamou o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) e, a pedido da vítima, ligou para a mãe do rapaz para informar o ocorrido. 

A polícia recebeu a denúncia pela mãe do rapaz que relatou, à TV Anhanguera, que o filho saiu de casa portando celular e carteira que não estavam mais com ele após o ocorrido. Além disso, o rapaz tinha costume de reagir a assaltos. O rapaz foi velado no Cemitério Parque Memorial de Goiânia na tarde desta terça-feira, 21.