Jornal Diário do Estado

Italiano chefe de máfia do tráfico de drogas na Europa é preso em Goiânia

Um segundo suspeito também foi detido em Santa Catarina. As drogas eram escondidas dentro de placas de mármore e granito.

Um italiano chefe de uma organização criminosa de tráfico internacional de drogas foi preso nesta quarta-feira, 24, em Goiânia. Um segundo suspeito também foi detido em Santa Catarina. As prisões ocorreram durante operação da Polícia Federal (PF).

As investigações que começaram em 2020, apontaram que o grupo usava portos do Espírito Santo para transportar grande quantidade cocaína do Brasil para a Itália. As drogas eram escondidas dentro de placas de mármore e granito.

O nome dos presos não foi divulgado, mas de acordo com o Delegado de Polícia Federal do Espírito Santo, Vinícius Binda, o italiano preso em Goiânia, é um criminoso conhecido das autoridades europeias e seria membro da ‘Ndrangueta’, uma organização mafiosa que controla parte do tráfico de cocaína com destino à Europa.

Além das prisões, estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nos estados do Espírito Santo (3), Goiás (1) e Santa Catarina (1). A princípio, apenas um carro de luxo, BMW, foi apreendido.

Veículo apreendido em Santa Catarina, de outro envolvido. (Foto: Divulgação / PF)

Operação contra o tráfico de drogas internacional

A Operação La Spezia teve início com informações recebidas da Itália referentes a uma apreensão de 338 quilos de cocaína ocorrida no porto italiano de La Spezia, bem como da prisão de quatro pessoas em flagrante delito, um brasileira, um italiano e dois albaneses. A droga foi apreendida em 28 de dezembro de 2020 e estava escondida entre pisos de granito, produzidos e embarcados no Espírito Santo.

Cocaína apreendida em 2020 pela Polícia Federal ( Foto: Divulgação/ PF)

A partir desse momento, foram estabelecidas medidas de cooperação internacional visando obter junto a Guardia de Finanza, autoridade italiana responsável pela ação policial naquele país, todas as provas produzidas em território italiano que pudessem ajudar a determinar os envolvidos na exportação criminosa aqui no Espírito Santo ou ainda em outras localidades do Brasil.

O alvo principal da ação desta quarta-feira, 23, preso em Goiânia, é um conhecido criminoso das autoridades europeias, ele é italiano e membro da temida N’dranguetta, organização mafiosa que controla parte significante do tráfico de cocaína com destino à Europa.

Com as medidas cumpridas nesta manhã, a Polícia Federal considera que todos os envolvidos no envio da carga apreendida na Itália foram identificados e agora seguirão a disposição da Justiça Federal para responderem ao processo criminal.