Jornal Diário do Estado

Mulher é presa por ter relações sexuais com dois adolescentes em hotel

A americana teria se encontrado com os menores após supostamente brigar com o marido com quem estava hospedada no hotel junto aos dois filhos

Allison Leigh Schardin uma americana de 38 anos foi presa na última quinta-feira,1, após ser acusada de ter relações sexuais com dois adolescentes de 15 anos, ao mesmo tempo, em um hotel de Roseville (Minnesota, EUA) no dia 14 de janeiro.

A americana teria se encontrado com os menores após supostamente brigar com o marido com quem estava hospedada no estabelecimento junto aos dois filhos.

Segundo o “Star Tribune” a americana, que passava por crise no casamento, começou a conversar com os adolescentes, ambos membros da equipe masculino de hóquei do Colorado, na banheira de hidromassagem de um hotel na noite de 14 de janeiro, e disse que ela e o marido estavam tendo problemas conjugais. Ela chegou a perguntar se eles tinham preservativos.

Depois que os adolescentes se retiraram para seus respectivos quartos, Allison teria enviado mensagens a um deles por meio do Snapchat para comunicar que acabara de ter uma discussão com o marido e expressou o desejo de ir ao quarto dele, o que foi consentido pelo adolescente. Ao chegar no quarto, a garçonete eventualmente começou a conversar sobre sexo com os jovens, perguntando sobre quão “ativos” eles seriam nessa área.

Na suíte, onde estavam os atletas juvenis, a americana chegou a dizer que eles eram jovens o suficiente para serem seus filhos, segundo o “Pioneer Press”. Logo, a acusada supostamente passou a ter contato sexual com os adolescentes enquanto um terceiro olhava toda a situação. Os menores teriam se sentido pressionados e pediram para que ela saísse do quarto. Posteriormente, Allison compareceu a um dos jogos de hóquei das vítimas.

Após os adolescentes retornarem para o Colorado, a garçonete continuou enviando mensagens para os dois. Os pais dos atletas foram responsáveis por denunciá-la. Após ser detida, a mulher relatou aos investigadores que beijou e teve contato sexual com os menores. A acusada foi autuada em agressão sexual criminosa de terceiro e quarto grau, de acordo com a lei americana.