Jornal Diário do Estado

Rússia mantém ataques à Ucrânia e EUA anunciam novas sanções

Presidente Joe Biden anunciou fechamento do espaço aérea americano; ideia é sufocar a economia russa

As tropas russas seguem com os ataques à Ucrânia na manhã desta quarta-feira (2). Elas teriam tomado o controle de Kherson, cidade ao sul do país. Esta condição, entretanto, não foi confirmada pelas autoridades locais, reforçando a guerra de informações travada paralelamente às investidas bélicas.

Ataques também foram reportados em Kharkiv. Os alvos teriam sido a Universidade Nacional e o departamento de polícia regional. O conselho da cidade de Mariupol também relatou estar em batalha contra os militares russos. A cidade está localizada na região Sul da Ucrânia.

Enquanto a guerra segue tirando vidas e destruindo o país, a segunda rodada de negociações na busca por um fim para o conflito está marcada para esta quarta-feira. A primeira terminou sem indicativos de solução. O impasse deve ser mantido já que o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, falou na terça-feira (10) que seria necessário a Rússia suspender os bombardeios para que as conversas continuassem. Isso não aconteceu.

Também na terça-feira (1º), Joe Biden afirmou no discurso de Estado da União, realizado no Congresso dos Estados Unidos, que a Rússia estaria “mais isolada do que nunca” e anunciou novas sanções, entre elas o fechamento do espaço aéreo norte-americano para aviões russos.