presídio feminino

Cotidiano

“Não passamos a mão em cabeça de bandido, tem que trabalhar”, declarou Caiado no Presídio Feminino de Orizona