Jornal Diário do Estado

// Poder

Catalão: confiante na força do bolsonarismo, presidente do Sindicato Rural filia-se ao PL

Em

Em articulação comandada pelo senador Wilder Morais, presidente do Partido Liberal aqui no estado, o presidente do Sindicato Rural de Catalão, Renato Ribeiro, filiou-se ao PL na noite da última quarta-feira, 7/2, em Brasília (DF), respaldado por políticos como os deputados federais Eduardo Bolsonaro e Bia Kicis – ambos de São Paulo – e Professor Alcides, este último de Goiás, também pré-candidato a prefeito de Aparecida.

Ribeiro, até em função do cargo que ocupa, conta com livre trânsito entre as lideranças do agronegócio, setor da economia em que o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, líder maior do PL, encontra um expressivo número de seguidores e aliados.

Seu maior desafio, ainda que tenha um cabo eleitoral de peso, será firmar-se como um candidato competitivo em meio a um embate que se avizinha em Catalão entre um nome apoiado pelo atual prefeito, Adib Elias (seu secretário de Saúde, Velomar Rios, lidera as pesquisas), e um nome de oposição à gestão municipal: ou o do deputado estadual Gustavo Sebba (PSDB), ou o do agropecuarista Elder Galdino (MDB) – ambos também relativamente bem posicionados nos levantamentos feitos até aqui.

Além disso, o presidente do Sindicato Rural tem dito que espera o apoio do governador Ronaldo Caiado. Mas não o terá. O compromisso do chefe do Executivo é com o candidato que for apadrinhado por Adib. E ponto.

Em todo caso, o que vale ser registrado é que mesmo que não venha a ter êxito em seu projeto eleitoral, Renato Ribeiro, que nunca disputou mandato eletivo, desempenhará, agora, papel importante com reflexos em 2026, ano de eleições estaduais. Concorrer à Prefeitura de Catalão significa demarcar algum espaço para que ele seja ocupado, daqui a dois anos, por Wilder Morais, que pretende disputar o Governo de Goiás.

Tags: