Jornal Diário do Estado

// Poder

Refiliação ao MDB aguarda agendas de Baleia Rossi e Michel Temer, “só isso”, diz Mendanha

Em

O atraso na filiação do ex-prefeito de Aparecida Gustavo Mendanha ao MDB decorre apenas das agendas do presidente nacional do partido Baleia Rossi e do ex-presidente Michel Temer. “É só isso”, esclarece o próprio Mendanha, afastando de plano qualquer outra motivação capaz de protelar a formalização do seu retorno ao ninho emedebista.

Já se passaram mais de quatro meses desde que o ex-prefeito anunciou a decisão de se reincorporar à sigla na qual desenvolveu a maior parte da sua trajetória política, exceção apenas para a candidatura ao governo do Estado em 2022 (que se deu pelo Patriota).

Indo além, Mendanha se incorporou também à base do governador Ronaldo Caiado, tem colaborado com ações da gestão como o projeto de irrigação e fruticultura do Vale do Paranã e é cotado para assumir uma posição na equipe de auxiliares do Palácio das Esmeraldas.

Mas a data da refiliação pode estar próxima. Nesta segunda, o ex-prefeito se encontra com o vice-governador e presidente estadual da legenda Daniel Vilela. Segundo Mendanha, “Baleia e Temer ficaram de combinar uma agenda comum em Goiânia, estou esperando. Mas já trabalhando para o partido”. E mais: “Vou encontrar o Daniel ainda nesta segunda e dizer a ele que aguardo o alinhamento das agendas dos dois. É só isso e vai acontecer em breve, espero”.

Tags: